brasil

Eduardo Bolsonaro: ''Se esquerda radicalizar, resposta pode ser novo AI-5''

Afirmação foi feita a Leda Nagle, em entrevista publicada no canal da jornalista na internet nesta quinta-feira

POR: Correio Braziliense
Eduardo Bolsonaro em frente a monumento pela paz da ONU
Twitter

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente da República, afirmou, em entrevista divulgada nesta quinta-feira (31/10), que o Brasil pode voltar a ter um AI-5, ato institucional determinado durante a ditadura militar que dava plenos poderes ao então presidente Artur da Costa e Silva.

"Se a esquerda radicalizar a esse ponto, a gente vai precisar ter uma resposta. E uma resposta pode ser via um novo AI-5, pode ser via uma legislação aprovada através de um plebiscito, como ocorreu na Itália. Alguma resposta vai ter que ser dada", afirmou o parlamentar, em entrevista à jornalista Leda Nagle, divulgada pelo YouTube.

Esta é a segunda declaração de Eduardo que defende medidas autoritárias para conter manifestações de oposição. Na terça-feira (29/10), em discurso no plenário da Câmara, ele disse que a história poderá se repetir caso manifestações como a que ocorrem no Chile sejam realizadas no Brasil.

“Eles vão querer repetir no Brasil o que está acontecendo no Chile. (...) Não vamos deixar isso aí vir para cá. Se vier para cá, vai ter que se ver com a polícia. E, se eles começarem a radicalizar do lado de lá, a gente vai ver a história se repetir. Aí é que eu quero ver como a banda vai tocar”, discursou.

ai-5 Eduardo Bolsonaro esquerda reação

Veja Também

Comentários