SAÚDE E INFRAESTRUTURA

Hospital Metropolitano e Viaduto da PRF serão entregues no 1º semestre de 2020

Obras foram visitadas nesta terça-feira (5) pelo governador Renan Filho, secretários estaduais e representantes do setor produtivo alagoano

POR: Agência Alagoas
Após a inspeção ao viaduto da PRF, a comitiva seguiu para o Hospital Metropolitano. Noventa por cento das obras já foram executadas
Márcio Ferreira

O governador Renan Filho, secretários estaduais e representantes do setor produtivo alagoano visitaram, nesta terça-feira (5), as obras de construção do Viaduto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Hospital Metropolitano, ambos localizados no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió. A previsão é de que os equipamentos sejam concluídos e entregues à população no primeiro semestre de 2020.

“São duas obras muito importantes e fundamentais para o desenvolvimento do estado. No primeiro semestre de 2020, teremos dois sonhos realizados: a entrega do Hospital Metropolitano e do Viaduto da PRF”, afirmou Renan Filho, durante entrevista coletiva.

A construção do Viaduto da PRF e de passagens inferiores, no entroncamento da BR-104 com a BR-316, é executada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), com recursos federais da ordem de R$ 77,5 milhões.

“É a obra viária mais importante de Maceió, porque beneficia a porta de entrada da capital, principalmente para quem vem do aeroporto e do interior do estado”, avaliou o secretário de Estado do Transporte e do Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral.

Atualmente trabalham na obra 163 operários. O número vai chegar a 500 a partir de fevereiro, quando os serviços entram na reta final.

“Você ter um empreendimento que investe R$ 77,5 milhões e ainda reverte boa parte disso em salários, é fundamental para a dinamização da nossa economia. São obras assim que o Brasil precisa”, afirmou o governador de Alagoas.

A construção do Viaduto da PRF encontra-se com 56% dos serviços executados e vai eliminar um dos maiores gargalos do trânsito da capital. “Cada vez que você faz o cidadão ganhar 10, 15, 20 minutos diariamente, isso tem um impacto muito positivo na qualidade de vida da população. É fundamental agilizar os caminhos e aproximar os destinos”, acrescentou.

Metropolitano

Após a inspeção ao viaduto da PRF, a comitiva seguiu para o Hospital Metropolitano. Noventa por cento das obras já foram executadas.

“Estamos mudando a realidade da saúde pública de Alagoas, trazendo benefícios e dividindo a responsabilidade do HGE (Hospital Geral do Estado), que já não comportava mais ser a única porta aberta de emergência, urgência e de cirurgias eletivas. Com a chegada das UPAS - já temos três na capital e vamos entregar mais duas - a ideia é ter uma rede de urgência equilibrada. Todo o serviço de cirurgias eletivas será trazido aqui para o Hospital Metropolitano. Com essa organização e divisão, teremos uma saúde mais rápida, resolutiva e mais próxima do cidadão”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.

Com 180 leitos, seis pavimentos e 15 alas, o Hospital Metropolitano terá capacidade para realizar 10.300 atendimentos mensais, beneficiando moradores da parte alta de Maceió, da Zona da Mata e das regiões Metropolitana e Norte. O investimento é de R$ 80 milhões, recursos próprios do Governo do Estado.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra, acompanhou as visitas. Ele parabenizou o governador pela construção dos cinco hospitais em Alagoas, dois na capital (Metropolitano e da Mulher) e três regionais: em Porto Calvo, União dos Palmares e Delmiro Gouveia.

“A construção dos hospitais pelo Governo do Estado muda o perfil da saúde de Alagoas. Nós teremos uma saúde de primeiro mundo”, declarou José Carlos Lyra.

O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, e o diretor-presidente do DER, Hélder Gazzaneo, acompanhararam as visitas nesta terça-feira.

2020 Alagoas entrega hospital metropolitana Maceió viaduto

Veja Também

Comentários