JUSTIÇA

Lula deixou pertences para trás ao sair da cadeia, diz jornal

Aliados saem em defesa de Bolsonaro

POR: Poder 360
Lula autorizou auxiliares a procurar imóvel onde quer viver com a socióloga Rosângela da Silva
Estadão Conteúdo

Depois de passar 580 dias na prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não levou consigo os pertences que estavam na cela da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. A informação foi divulgada neste domingo (10.nov.2019) pelo jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a publicação, ao ser informado de sua soltura por um agente da PF, Lula não fez as malas e deixou para trás roupas e fotos da família e da namorada, a socióloga Rosângela da Silva. Um assessor ficou responsável por recuperar os pertences do petista ao longo da semana.

Depois de ser solto,  no sábado (9.nov.2019) Lula discursou diante uma multidão de apoiadores no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), mesmo reduto petista no qual o ex-presidente se entregou à Polícia Federal, em abril de 2018.

Na ocasião, o ex-presidente fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro e seu governo, o acusando de governar para milícias e não para a população brasileira. Também atacou a imprensa – em especial a TV Globo -, a Operação Lava Jato e o ex-juiz e hoje ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

SOLTURA

Lula foi solto na última 6ª feira (8.nov), depois de 580 dias preso depois de uma decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que tornou ilegal a execução de penas antes que todos os recursos sejam examinados pela Justiça.

Deputados e senadores  governistas lideram uma reação ao entendimento do STF para articular a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que permita o cumprimento de pena após prisão em 2º grau.

O presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), Felipe Francischini (PSL-PR), pautou para 2ª (11.nov.2019) e 3ª feira (12.nov.2019) a análise da PEC que trata do tema. 

 

 

Brasil expresidentw Lula Prisão

Veja Também

Comentários