OPERAÇÃO NAVALHA

PC diz que depoimento foi gravado e acusação de tortura é “fantasiosa”

Juarez José é acusado de se passar por policial em esquema de extorsão

POR: 7Segundos
Delegados Thiago Prado e Fábio Costa
Val John/7Segundos

Os delegados Thiago Prado, Caio Rodrigues e Fábio Costa negaram as acusações de tortura feitas por um homem foragido da Justiça, durante coletiva de imprensa nesta terça-feira (12), na sede da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic).

“Uma denúncia totalmente descabida. O depoimento desse indivíduo foi gravado em sistema audiovisual e remetido ao Poder Judiciário. Inclusive, ele está foragido”, explicou Thiago Prado.

Ele disse ainda que existe um conteúdo probatório “robusto” contra Juarez José da Silva, que é acusado de se passar por policial durante um esquema de extorsão de comerciantes.

“As imagens mostram ele usando camisas da Polícia Civil, segurando marços de dinheiro oriundos do crime e com distintivo”, relatou.

O delegado Fábio Costa avaliou a acusação como “ridícula” e “fantasiosa”.

“Estamos tranquilos para que o Ministério Público, Corregedoria da Polícia Civil e o Conselho de Segurança apurem essas denúncias. Virou moda no Brasil que criminosos passem a acusar os investigadores”, afirmou.

acusação de tortura depoimento gravado nega Operação Navalha Polícia Civil

Veja Também

Comentários