Saúde

Integrantes do NASF buscam apoio dos vereadores contra medida do governo federal

Parlamentares vão intermediar reunião com secretário de Saúde de Maceió e mobilizar bancada federal

POR: Assessoria
Reunião com vereadores aconteceu neste terça-feira (19)
Assessoria

Uma comissão de integrantes do Núcleo Ampliado da Saúde da Família (NASF) se reuniu nesta terça-feira (19) com um grupo de vereadores, após os trabalhos legislativos do dia na Câmara Municipal de Maceió, para pedir apoio dos parlamentares contra o corte nos recursos feitos pelo governo federal que vai impactar no trabalho de Atenção Primária e equipes do Programa Saúde da Família (PSF), por exemplo.

Os profissionais pediram que os vereadores marquem encontro com o secretário municipal de Saúde de Maceió, José Thomas Nonô, para garantir que os recursos – até então enviados especificamente para o setor e que a partir de 20 de janeiro serão destinados à Atenção Primária de forma geral – sejam repassados para o NASF no combate e prevenção de doença e na promoção da saúde.

Segundo um dos representantes dos profissionais, o psicólogo Farley Melo, o objetivo do governo federal é acabar com o Sistema Único de Saúde.

“Essa é uma medida que tem como objetivo o desmonte das políticas públicas em Saúde e o fim do SUS. Equipes multidisciplinares vão ser, aos poucos, desmontadas, e pessoas carentes vão deixar de ser atendidas. Entendemos saúde não só como o atendimento em si, mas um tripé que abrange questões físicas, sociais e psicológicas. Por isso, viemos aqui para que os vereadores possam nos ouvir e intermediar um encontro com o secretário de Saúde de Maceió”, destacou o psicólogo.

O presidente da Casa, Kelmann Vieira (PSDB), e os vereadores Silvânia Barbosa (PRTB), Maria Aparecida (DEM), Ana Hora (PSD), Beto da Farmácia (PROS), Lobão (PR), Mauro Guedes (PV) Cleber Costa (Progressistas) e Francisco Sales (PPL), ouviram os membros do NASF e se mostraram sensibilizados com os desdobramentos que as medidas do governo federal podem resultar no setor.

“O corte de verbas para a Saúde de fato preocupa. Por outro lado, sei que vocês entendem as limitações que a legislação nos impõe, e o que podemos fazer é articular para um encontro com o secretário José Thomas Nonô e também buscar mobilizar a bancada federal de Alagoas em Brasília para sabermos que tipo de medida pode ser adotada para frear esse desmonte”, disse Kelmann.

assistência Câmara Municipal de Maceió Saúde da Família vereadores

Veja Também

Comentários