PREOCUPAÇÃO

Aparecimento de sal nas paredes de casas do Bom Parto assusta moradores

Moradores cobram explicação da Braskem

POR: Assessoria
Sal aparece nas paredes de casas do Bom Parto
Reprodução

Tremores, sal nas paredes e ameaça de desabamento de prédio tem deixado moradores dos bairros do Mutange, Bebedoiro, Pinheiro e Bom Parto mais apreensivos nos últimos dias diante do agravamento dos problemas envolvendo o afundamento do solo nas regiões. 

No Pinheiros, os moradores que permaneceram no local estão preocupados com o laudo da Defesa Civil Municipal sobre a iminência do desabamento dos blocos do Conjunto Jardim Acácia, que pode provocar a interdição de uma parte do bairro, considerada o coração do local. 

Os moradores pedem uma solução para situação, já que os imóveis correm risco real de ruir e uma tragédia maior acontecer.

"Não podemos ficar com essa ameaça que os prédios podem cair e simplesmente interditar toda essa parte, que ainda tem estabelecimentos comerciais funcionando. Interditar toda essa área é realmente acabar com o que restou do Pinheiro. Quem ficou aqui não terá onde fazer pequenas compras e tudo ficará ainda mais deserto", disse um comerciante da região. 

No bairro do Mutange, as famílias estão assustadas com dois últimos tremores sentidos. Segundo o vereador Francisco Sales, que vem acompanhando a situação dos moradores, é preciso que uma medida mais enérgica seja adotada para dar maior tranquilidade aos moradores. 

"Nós estamos vendo essa situação piorar a cada dia e as milhares de famílias desperadas por não encontrar nenhuma solução. Agora a Braskem quer retirar, de forma urgente, 400 famílias, mas só isso não irá amenizar o problema, pois quem está ficando acaba ficando no desespero" , afirmou o vereador. 

No bairro do Bom Parto, o aparecimento de sal nas paredes tem assustado e ameaçado a saúde dos moradores. A substância apareceu em pequenas quantidades, mas vem aumentando e atingindo um maior número. 

"Os moradores fizeram uma solicitação para vê essa situação muito preocupante e que precisa de uma explicação da Braskem. Estou entrando com uma provocação no Ministério Público Estadual para que a empresa se manifeste e explique o que está acontecendo. As crianças acabam tendo contato com esse sal e todos correm risco", disse Francisco Sales. 

Mesmo a Braskem apresentando um plano de retirada das 400 famílias, a instabilidade provocada pela subsidência de toda região afeta outras diversas famílias.

 

Bom Parto casa Parede sal

Veja Também

Comentários