justiça

Coordenadoria da Mulher debate violência de gênero com funcionários do TJAL

Ação marca o Dia de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres

POR: DICOM TJAL
Servidoras do Juizado da Mulher da Capital conscientizaram funcionários sobre violência de gênero
Thaynara Monteiro

A Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) promoveu, nesta sexta-feira (6), um debate com funcionários da Ativa, empresa terceirizada que presta serviços ao Tribunal, com o tema “Homens pelo fim da violência contra as mulheres”. A atividade foi realizada no Pleninho, no prédio sede do TJAL, localizado no Centro de Maceió.

A iniciativa marca o Dia de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Durante o momento, os funcionários ouviram as servidoras Monique Santos e Carolina Souza, respectivamente assistente social e psicóloga do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.

Segundo a assistente social, o balanço da ação foi positivo. “Qualquer espaço que a gente consiga falar com eles é um momento de estimular uma reflexão sobre esse assunto, que muitas vezes, no cotidiano, não é falado e não é pensado. Podemos dizer que a gente está plantando sementes para colher aos poucos nessa geração, nas próximas e a gente fica bem satisfeito com esses trabalhos educativos”, explicou Monique Santos.

Eryka Lessa, secretária-executiva da Coordenadoria Estadual da Mulher, destacou o papel do Judiciário no enfrentamento à violência contra mulher. “A responsabilidade da gente é divulgar a Lei da Maria da Penha, em todas as suas formas de violência, explicando cada uma. É uma conscientização sobre os tipos de violência”.

O evento faz parte dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres e será realizado novamente na próxima terça-feira, às 11h, também no Pleninho, desta vez voltado para servidoras do Judiciário. A Coordenadoria reforça o convite para que participem da ação.

Coordenadoria da Mulher Dia de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres justiça palestra servidores TJAL Violência contra a Mulher

Veja Também

Comentários