repercussão

Deputados: aliados e oposição preferem o silêncio sobre operação da PF

Operação “Florence Dama da Lâmpada” foi evitada dentro da Assembleia Legislativa

POR: 7Segundos
Policia Federal faz operação em hospitais de Arapiraca e Maceió
Assessoria

Dentro dos corredores da Assembleia Legislativa do Estado (ALE) nesta quarta-feira (11) foi evitado comentar sobre a Operação “Florence Dama da Lâmpada” realizada pela Polícia Federal (PF) sobre fraudes, desvios de recursos e corrupção de agentes públicos na prestação dentro do sistema de saúde do Estado.

A operação envolveu nomes do primeiro escalão do Governo, o que o assunto ser colocado de lado, ao menos até o final de sessão que durou duas horas. Apenas dois deputados, os de oposição, resolveram se pronunciar, mas com cautela em seus comentários.

Davi Maia solicitou acesso às informações da Polícia Federal, mas disse não “querer fazer nenhum juízo de valor”. Já Cabo Bebeto disse que confiava no trabalho da PF e que “aguardava as devidas apurações”.

O diretor de ortopedia do Hospital Geral do Estado (HGE), Gustavo Franscisco Vasconcelos Nascimento é apontado pela Polícia Federal de Alagoas (PF/AL) como um dos responsáveis pelo esquema de desvio de recursos e corrupção da Saúde, em Alagoas.

Há mandados em aberto contra ele, de prisão preventiva, e contra a esposa, de temporária. Porém, estes não foram cumpridos, visto que ambos estão no exterior.

Ao todo, 14 pessoas foram presas, entre elas Lívia Barbosa, e o esposo dela, Pedro Silva Margallo, além das diretoras do HGE, Marta Celeste e do Hospital de Emergência do Agreste Dr. Daniel Houly, em Arapiraca, Regiluce Santos.

Alagoas Corrupção Operação saúde

Veja Também

Comentários