ataque

Suspeito de atacar a sede do Porta dos Fundos está na Rússia

A 10ª DP (Botafogo), que investiga o caso, informou que solicitou à Interpol a inclusão do nome dele na lista de procurados

POR: R7
Suspeito de atacar a sede do Porta dos Fundos
Portal dos Procurados

A Polícia Civil confirmou, nesta quinta-feira (2), que Eduardo Fauzi Cerquize, um dos suspeitos de participar do ataque à sede do canal Porta dos Fundos, deixou o Brasil e foi para a Rússia.

A 10ª DP (Botafogo), que investiga o caso, informou que solicitou à Interpol a inclusão do nome dele na lista de procurados. 

O ataque ocorreu no último dia 24. Segundo a assessoria de imprensa do grupo, a produtora teve a fachada atingida por coquetéis molotv. Um dos seguranças conseguiu controlar o princípio de incêndio no local e ninguém ficou ferido.

As investigações apontam que a motivação do crime foi o especial de Natal lançado pela produtora. O material recebeu críticas pela maneira como Jesus é retratado. 

Fauzi é considerado foragido da Justiça desde o 31 de dezembro, quando agentes da 10ª DP tentaram cumprir um mandado de prisão contra ele em quatro endereços.

Nesta quarta (1º), através de um vídeo divulgado nas redes sociais, o suspeito disse que os humoristas do grupo são "intolerantes" e marginais. 

"Quando o Porta dos Fundos escarnece do nome de nosso senhor Jesus Cristo ele pisa na esperança de milhões de pessoas que só têm Jesus Cristo como riqueza. Quem fala mal do nome de Cristo prega contra o povo brasileiro. Esse é um crime de lesa-pátria. Eles são criminosos, são marginais, são bandidos", afirmou Cerquise.

Também nesta quarta, o Disque-Denúncia da Polícia do Rio de Janeiro divulgou um cartaz em que oferece R$ 2 mil por informações que levem à prisão de Cerquise.

ataque Interpol investigação Porta dos Fundos rio de janeiro Rússia suspeito viagem

Veja Também

Comentários