JUSTIÇA

14ª Vara Criminal de Maceió julga mais de 900 processos em 2019

Juíza Juliana Batistela também coordena o projeto que acompanha vítimas de violência sexual

POR: Assessoria
Juíza Juliana Batistela atua como substituta na 14ª Vara Criminal da Capital
Caio Loureiro / Ascom TJ-AL

A 14ª Vara Criminal de Maceió julgou, durante 2019, cerca de 943 processos, além de ter realizado 1.032 audiências. A unidade, que está sendo comandada pela juíza Juliana Batistela, resolveu processos de trânsito e crimes contra crianças, adolescentes e idosos. Em 2019, a Vara recebeu 535 processos novos.

Em outubro, a 14ª Vara lançou o projeto Acolher, que tem como objetivo acompanhar com tratamento terapêutico as vítimas de violência sexual e suas famílias. O atendimento é feito no Fórum da Capital e nos consultórios dos voluntários. 

Segundo a magistrada Juliana Batistela, a ideia é evitar que os conflitos e problemas tenham continuidade. “A gente lida com tortura, tortura de mãe contra filho, e até abuso sexual”, explica. 

Também foram promovidos mutirões durante o ano, visando dar celeridade aos processos da unidade, com quase 500 processos pautados. Foi ainda promovida uma ação de conscientização sobre a Lei Seca para universitários da Facima em agosto.

A unidade teve a competência alterada em dezembro, passando a processar e julgar crimes praticados contra crianças, adolescentes, idosos, deficientes e populações vulneráveis, como moradores de rua, negros, índios, e comunidade LGBT. Os crimes de trânsito foram redistribuídos para a 13ª Vara Criminal da Capital.

14ª Vara Criminal de Maceió 2019 julga mais de 900 processos

Veja Também

Comentários