ECONOMIA

Alagoas não adotará mudança na venda do GNV

A mudança para quilo vêm sendo discutida em âmbito Nacional

POR: 7Segundos
Economia com uso do kit GNV em comparação aos combustíveis líquidos é de 40% a 45%
Luiz Eduardo Vaz

A mudança para venda do GNV ( Gás Natural Veicular) por quilo, vêm sendo pauta das discussões nacionais sobre o valor pago pelo combustível e o volume de gás efetivamente abastecido .O objetivo da mudança é reduzir as possiblidades de erros e fraudes nos postos de combustíveis de todo país. Em uma consulta pública realizada pelo Instituto Nacional de Meteorologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), demostra que a alteração de metro cúbico (m³), para quilogramas (kg), atinge diretamente o consumidor. 

Em Alagoas, a mudança ainda é uma ideia distante, mas a expectativa é que a alteração ocorra a longo prazo. O assunto está sendo analizado, se o novo formato da venda de GNV ocorrer isso permitirá que as medições sejam feitas com maior confiabilidade e menos erros de abastecimento.

Se a proposta for aprovada, todos os 1.759 postos de GNV do país terão os dispensers ajustados com densidade 1 e selados pelo Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), órgão delegado do Inmetro responsável pela fiscalização metrológica.

A assessoria da Algás(Gás de Alagoas SA), ressaltou que mesmo que a mudança seja efetivada ainda este ano no país, Alagoas continuará com as vendas do GNV por metro cúbico, pois a mudança ainda é um objeto de estudo efetivo no Brasil. 

Em tese, o diretor do Inmetro afirmou que a mudança do padrão de medição do combustível  não causará impacto negativo no bolso dos brasileiros. Isso porque um quilograma de GNV chega a conter até 30% a mais de gás (em massa) em relação ao metro cúbico: 1 kg equivale aproximadamente a 1,3 m3, ou seja, o consumidor precisará de menos unidades comercializadas (1,3kg para cada m3) para encher o tanque do veículo. Entretanto, o valor total para enchimento do tanque de GNV não será alterado.

 

Alagoas Brasil combustivel consumidor economia GNV nacional Nordeste

Veja Também

Comentários