INCLUSÃO

Oportunidades de acesso: pesquisa revela que Maceió é a cidade menos desigual do País

O estudo faz parte do projeto Acesso a Oportunidades, um diagnóstico nas 20 cidades mais populosas do Brasil

POR: Secom Maceió
Faixa Azul
Secom Maceió

Ir andando para o trabalho é bom para saúde, é mais barato, faz bem ao meio ambiente e é um dos indicadores mais usados para medir a qualidade de vida. E Maceió é a cidade menos desigual no acesso a pé ao trabalho. É o que mostra a pesquisa divulgada nessa quinta-feira (16) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), intitulada “Desigualdades Socioespaciais de Acesso a Oportunidades nas Cidades Brasileiras – 2019”.

O estudo faz parte do projeto Acesso a Oportunidades, um diagnóstico nas 20 cidades mais populosas do Brasil. Em São Paulo, a cidade mais desigual, o cidadão com maior renda tem 9,5 vezes mais chance de chegar ao trabalho a pé em até 30 minutos. Na capital alagoana, esse número baixa para 1,7.

A pesquisa também analisou o acesso a escolas e hospitais a pé, de bicicleta e pelo transporte público. Maceió também é a cidade menos desigual.

A secretária de Governança, Íria Almeida, fala sobre os resultados. “A pesquisa mostrou que Maceió é a cidade que tem mais igualdade na distribuição espacial. Ou seja, nossas escolas e nossos postos de saúde estão mais bem distribuídos. Além dos empregos, que estão menos concentrados em grandes regiões. Existe uma distribuição mais igual. Isso é reflexo da nossa política urbana de desenvolvimento conciliada com a distribuição das atividades econômicas e, principalmente, com o que a gente investiu na mobilidade urbana. Um trabalho importante dos últimos anos”, ponderou.

Acesso Brasil capital Município nacional oportunidade pesquisa

Veja Também

Comentários