GERAL

Paralisação: agentes e escrivães da Polícia Civil reivindicam reajuste salarial

Os agentes e escrivães estarão com os serviços paralisados nas próximas 72h

POR: 7Segundos
Categoria se concentra em frente à Central de Flagrantes
Cortesia Sindpol

Nesta segunda-feira (20), os agentes e escrivães da Polícia Civil de Alagoas, paralisaram os serviços em 72h, pleiteiando reajuste salarial da categoria. 

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), Ricardo Nazário, explicou que a paralisação se dá em função ao reajuste do valor do salário pago aos Policiais Civis do Estado. 

"Em dezembro, nós fomos surpreendidos com uma medida que contemplava apenas os Delegados da Polícia Civil, o aumento foi de 29% e agora o serviço voluntário dos policiais incrementaram para os delegados um aumento de  R$ 6 mil a R$ 8 mil, ou seja é um descaso com os agentes e escrivães que vêm lutando a muito tempo pela valorização do nível superior", disse o presidente. 

O presidente ainda mencionou os concursos que serão realizados no estado em equivalência ao atual salário pago a categoria. " Atualmente o salário pago a um soldado da Polícia Militar que possui apenas ensino médio com o reajuste é de  R$ 4.500 , enquanto um agente e escrivão da Polícia Civil com ensino superior recebe apenas R$ 3.800, quer dizer um soldado com ensino médio tem o salário inicial muito maior do que o de um agente da Polícia Civil que está a anos atuando, isso é um descaso", finalizou. 

A categoria busca ainda o reconhecimento da periculosidade e a compensação financeira pelo aumento da carga horária.

Alagoas civil Estado Geral Maceió paralisação Polícia reivindicação

Veja Também

Comentários