turismo

Maceió ganha mais de 1500 leitos e seis novos hotéis em dois anos

Região da orla marítima abriga o maior número de hotéis da cidade

POR: Secom Maceió
Parque hoteleiro moderno é diferencial do destino
Pei Fon/ Secom Maceió

O avanço do turismo local já é refletido no crescimento da oferta hoteleira na capital alagoana. São novos empreendimentos que contribuem na expansão do setor e trazem ainda mais leitos como vetor de ampliação do moderno parque hoteleiro da cidade, que obteve um crescimento de 30,38% nos últimos dois anos, em comparação ao biênio 2016/2017. A análise é do Observatório de Turismo de Maceió, que é vinculado à Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel).

O dado, fornecido pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) em Alagoas, leva em consideração um aumento de 1.532 leitos, relativos a seis novos hotéis inaugurados na capital alagoana ao longo de 2018 e 2019, superando a marca de 1.175 leitos nos dois anos anteriores. Os empreendimentos associados da ABIH-AL que começaram a operar em Maceió entre 2018 e 2019 são o Intercity, Soft Inn, Brisa Suítes, Flix Hotel, Comfort Hotel e Hotel Praia Bonita Jangadeiros – sendo esses três últimos os mais recentes.

Mesmo com o crescimento da oferta, os números mostram que a hotelaria conseguiu manter a média de ocupação, resultado de um trabalho promocional realizado em parceria pela Prefeitura de Maceió, operadoras, agências e demais parceiros comerciais. Prova disso foi que em dezembro de 2019 Maceió registrou uma ocupação de cerca de 75% e manteve o valor médio alcançado em relação ao mesmo período do ano passado.

“A Prefeitura de Maceió tem investido em diversas ações de estruturação do destino, planejamento e marketing, com projetos e obras estruturantes, novos produtos turísticos e campanhas promocionais. Em parceria com a hotelaria, esse trabalho tem contribuído diretamente para que Maceió esteja no topo dos rankings de vendas das principais operadoras e agências do país, receba novos voos, atinja novos mercados emissores e atraia cada vez mais turistas, elevando a taxa de ocupação hoteleira”, apontou o secretário municipal de Turismo, Esporte e Lazer, Jair Galvão.

Hotelaria é diferencial do destino Maceió

Considerado um dos mais modernos do Brasil, o parque hoteleiro de Maceió é um dos diferenciais do destino, que oferece experiências de uma cidade-resort graças aos cenários paradisíacos das praias urbanas margeadas por diversas hospedagens à beira-mar ou próximas aos atrativos naturais, culturais e gastronômicos.

De acordo com o titular da Semtel, Maceió é uma das capitais do Nordeste que mais constroem hotéis, o que significa um crescimento significativo da procura pelo destino ao longo dos anos. “Os hotéis não somente influenciam na fidelização e escolha do viajante como também são responsáveis por movimentar toda a cadeia produtiva do turismo, gerando emprego e renda para o maceioense e grande impacto na economia municipal, onde ocupa lugar de destaque. A oferta hoteleira do nosso destino é moderna e diversificada, e atende aos mais diversos públicos, com espaços acessíveis e experiências diferenciadas que ganham destaque no mercado nacional. As expectativas para os próximos anos são positivas, com uma previsão de mais de 2 mil leitos até 2022”, afirmou Galvão.

Novos empreendimentos

Segundo a ABIH-AL, quatro novos hotéis devem ser inaugurados até 2022. Juntos, os empreendimentos devem gerar um incremento de 2.350 no número de leitos na cidade, que atualmente conta 13.060 leitos entre os associados da entidade.

Responsável por reunir e analisar números relacionados aos diversos segmentos turísticos da capital alagoana, o Observatório aponta ainda que, com a chegada de novos hotéis nos próximos anos, Maceió passará a contar com 15.410 novos leitos e registrar um crescimento de 17,99% em relação ao número atual.

Um dos destaques dessa lista é a construção de um complexo hoteleiro, previsto para ser inaugurado em 2022 no litoral Norte de Maceió. O empreendimento, padrão cinco estrelas, conta com um investimento em torno de R$ 230 milhões e será composto de resort, flat e residencial, que juntos devem gerar cerca de 3.000 empregos diretos e indiretos em um dos principais polos turísticos de Maceió.

“Receber um empreendimento desse porte é um avanço para o destino, que além de ganhar com a expansão da oferta hoteleira, passa a ter uma opção diferenciada de hospedagem e acomodações. O litoral Norte é estratégico para o desenvolvimento do turismo em Maceió e a Prefeitura segue incentivando a consolidação desse polo turístico em crescimento”, destacou Galvão.

hotéis Hotel leitos Maceió turismo

Veja Também

Comentários