Chuvas

Minas Gerais: número de mortos em decorrência das chuvas sobe para sete

Equipes de bombeiros buscam pessoas soterradas na capital

POR: UOL
Chuvas fortes provocaram deslizamentos em Belo Horizonte
UOL

O número de mortos em decorrência das chuvas em Minas Gerais nos últimos dias subiu hoje para sete, segundo o Corpo de Bombeiros do estado. Ao menos 16 pessoas estariam desaparecidas na região metropolitana.

A corporação confirmou mais quatro mortes, duas em Belo Horizonte, uma em Contagem e outra em Matipó.

As mortes na capital mineira foram em decorrência de um desabamento. Os bombeiros ainda não têm informações sobre a identidade das vítimas. Segundo a corporação, eles receberam o alerta de que seis casas desabaram na Vila Bernadete, na capital mineira. Os bombeiros mantêm os trabalhos de busca e salvamento no local. Há relatos de várias vítimas soterradas, segundo moradores da região.

Também há o registro hoje de uma morte em Contagem, na região metropolitana, e outra em Matipó, a 236 quilômetros da capital.

Ontem, três mortes foram confirmadas em Ibirité, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte. As vítimas são uma mãe e seus filhos —um de seis anos e outro de seis meses. Os corpos da mãe e do bebê foram encontrados abraçados.

A madrinha de uma das crianças ainda está desaparecida. A casa em que eles estavam desabou. O trabalho de busca foi interrompido à noite e retomado nesta manhã.

Segundo a Defesa Civil, há 2.554 pessoas desalojadas. O Corpo de Bombeiros aponta que as ocorrências estão concentradas na região metropolitana e no leste de Minas Gerais.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a previsão do tempo para este sábado é de tempo chuvoso para grande parte de Minas Gerais. O órgão alerta para o risco de grande volume de chuva ao longo de todo o dia nas regiões central, norte e leste do estado.

Calamidade Chuvas desabamento desaparecidos Minas Gerais mortes

Veja Também

Comentários