NOVE MESES

Equatorial acumula quase 500 reclamações no Procon Maceió

Maceioenses estão insatisfeitos com serviço prestado pela empresa

POR: 7Segundos
Técnicos da Equatorial Energia Alagoas
Assessoria

Em março do ano passado, a Equatorial Energia assumiu a operação e a distribuição da energia em Alagoas. Após o período de adaptação, a distribuidora acumulou quase 500 reclamações no Procon Maceió, nos últimos nove meses.

A pedido do 7Segundos, o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor averiguou do mês de maio de 2019, dois meses após a instalação da distribuidora, até o dia 24 de janeiro deste ano e constatou o registro de 478 reclamações.

Ainda de acordo com o Procon Maceió, noventa e cinco reclamações, ou seja, 20% dos casos, não foram resolvidas pela concessionária e estão em “processo de multa”. Segundo o órgão, 80% dos casos foram resolvidos.

O publicitário Fabrício Maracaja, que mora em um prédio na Avenida João Davino, no bairro da Mangabeiras, é um dos consumidores que está insatisfeito com serviço e deve se juntar ao número dos que registraram reclamações no Procon.

Ele alega que teve energia cortada mesmo com o pagamento em dia. De acordo com o relato de Fabrício ao 7Segundos, ele teve a energia cortada em dezembro e acabou descobrindo que último inquilino havia deixado duas contas em atraso.

Após pagar mais de R$ 500 de contas em atraso, a energia da residência dele foi desligada novamente na semana passada.

Ao entrar em contato com a Equatorial Energia Alagoas, ele diz que recebeu informações conflitantes. Primeiro, obteve a resposta de que débito tinha a ver com mês de janeiro, mas, segundo Fabrício, a conta não tinha nem chegado ao apartamento. Em seguida, descobriu que a cobrança era relacionada aos juros das contas atrasadas que pagou em dezembro.

“Eles poderiam ter avisado sobre os juros quando eu paguei o que estava em atraso, ou até mesmo ter colocado conta de janeiro. Eles explicariam no recebido e eu pagaria tudo junto. Não tinha necessidade de cortar com as contas em dia”, disse.

Apagões - Em dezembro do ano passado, quase toda a cidade ficou às escuras. Instantes antes apagão, moradores registraram clarões e o Corpo de Bombeiros teve que controlar incêndios em postes em diversos pontos da cidade.

Na época, a empresa disse que dois problemas comprometeram o funcionamento de nove subestações na capital alagoana.

Nota de esclarecimento: reclamações no Procon Maceió

A Equatorial Energia Alagoas esclarece que busca sempre atender às solicitações e solucionar as reclamações dos clientes nos seus canais de atendimento. Entretanto, há situações em que os consumidores não se satisfazem com a solução apresentada pela empresa e recorrem aos órgãos de proteção ao consumidor, como o Procon Maceió.

A Equatorial esclarece ainda que, quando recebe as notificações do órgão, se empenha para que as tratativas sejam resolvidas e benéficas para ambas as partes. Quando não é possível um entendimento, cabe ao Procon analisar e definir se a reclamação do cliente de fato será considerada procedente ou não. Isto representa apenas 20% dos casos e que ainda estão sujeitos a recurso por parte da empresa.

Com relação ao caso relatado na matéria, a suspensão do fornecimento se deu por faturas que estavam vencidas e revisadas. As contas só foram pagas após o corte da energia. A distribuidora orienta que ao alugar ou comprar um imóvel, os clientes sempre realizem a transferência da titularidade. Dessa forma, o atual morador será responsável apenas pelas contas após a data em que entrou no imóvel, evitando assim a cobrança e a interrupção do fornecimento por contas do antigo titular. 

A Equatorial reforça que possui atendimento presencial nos 102 municípios do estado e orienta que os clientes busquem primeiro a distribuidora para esclarecer dúvidas e resolver suas pendências. Além disso, é possível ter atendimento na comodidade do lar, 24h por dia, através da Central no telefone 0800 082 0196. A ligação é gratuita e pode ser originada de celular.

Assessoria de Imprensa da Equatorial Energia Alagoas

 

500 reclamações acumula em Equatorial Energia Alagoas no nove meses Procon Maceió quase

Veja Também

Comentários