FLAGRANTE

Motorista é preso por divulgar blitz em grupos de WhatsApp em AL

Ato é crime por atentato contra serviço de utilidade pública

POR: Giulianna Albuquerque
BPRv faz operação na AL-101 Sul
Cortesia

Um motorista que participava de  grupos de WhatsApp foi preso, na manhã desta quarta-feira (29), em trecho da rodovia AL-101 Sul, no município de Marechal Deodoro, Litoral Sul de Alagoas. A prisão aconteceu após meses de investigações do Batalhão de Polícia Rodoviário (BPRv).

Segundo o tenente-coronel Liziário Júnior do BPRv, o acusado - que não teve a identidade revelada - divulgava sobre os locais onde os militares realizavam blitz, fiscalizações e operações diversas. Outro motorista que já teve a identidade e a placa do veículo conhecidas está sendo procurado. Ele pode ser preso nas próximas horas.

"Os dois fazem esse grande desserviço à sociedade. A gente já tinha essas informações de alguns grupos - inclusive que estamos neles - e desde cedo que ele  [o motorista preso] informa o trajeto dele. Quando a gente chegou no Trevo do Polo, o abordou, indagamos sobre a situação e ele confessou. Por isso estamos predendo ele em flagrante", explicou Liziário.

O acusado foi levado para a Central de Flagrantes I, no bairro do Pinheiro, em Maceió, e deve ser enquadrado no artigo 265 do Código Penal, por atentar contra serviço de utilidade pública. “Art. 265 - Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública: Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.”

AL-101 Sul blitz Grupos Marechal Deodoro motorista Prisão Whatsapp

Veja Também

Comentários