Paralisação

Policiais civis realizam ato em frente à Central de Flagrantes

Categoria pede equiparação salarial de nível superior

POR: Assessoria
Categoria pede equiparação salarial de nível superior
Assessoria

No segundo dia de paralisação, os policiais civis participam do ato público em frente à Central de Flagrantes na manhã desta terça-feira (18).

Na mobilização, o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, ressalta que o secretário de Planejamento e Gestão disse que o governador não autorizou a negociação com o sindicato, na última reunião. “Não temos negociação com o governo do Estado. Vamos para o enfrentamento”, alerta o sindicalista.

A paralisação dos agentes e escrivães, iniciada na segunda-feira (17), com continuidade nos dias 18, 19, 20, voltando às 8 horas do dia 21 de fevereiro, acontece em todo o Estado de Alagoas. 

A categoria luta pela valorização, com reconhecimento do salário de nível superior da segurança pública, lutando por piso salarial pela média nacional. Atualmente, a categoria recebe o pior piso salarial com nível superior de Alagoas e é o 4º pior piso salário do Brasil, acumulando perdas salariais de mais de 20%, mesmo com excelente desempenho no combate à violência no Estado.

Atividades da paralisação:
Terça-feira (18/02)
14h – Reunião da Comissão de Paralisação na sede do Sindpol

Quarta-feira (19/02)
9h – Ato de Doação de Sangue no Hemoal em Arapiraca
– Integrado com mobilização nacional da Cobrapol em todos os estados do Brasil pelos direitos previdenciários dos policiais civis na PEC Paralela – PEC 133.
14h- Reunião com a Promotoria do Controle Externo Policial  – Maceió

Quinta-feira (20/02)
9h – Panfletagem na Praça Centenário e caminhada até o Palácio

a ato Central de Flagrantes em frente Policiais Civis realizam

Veja Também

Comentários