no ceará

Assessoria de Cid Gomes confirma que ele levou tiros de pistola, não de bala de borracha

O estado de saúde de Cid é estável e ele não corre riscos

POR: G1
Cid Gomes foi atingido por dois disparos de arma de fogo
Reprodução

O senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) foi baleado na tarde desta quarta-feira (19) em um motim de policiais para reivindicar aumento salarial em Sobral (CE). Cid pilotava uma retroescavadeira e tentava furar um bloqueio feito por policiais no 3º Batalhão da Polícia Militar do município.

O Hospital do Coração informou que o estado de saúde de Cid é estável e que não há risco de morte. O senador licenciado está em observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta. Um boletim médico divulgado nesta quarta, às 19h40, afirma que ele está "lúcido e respirando sem auxílio de aparelhos" e tem "boa evolução clínica".

Segundo a assessoria da instituição, as duas balas atingiram a clavícula: uma bala saiu e a outra bateu na clavícula e ficou alojada no pulmão (e foi removida do órgão pela equipe da Santa Casa de Sobral). Cid já foi submetido a uma tomografia na Santa Casa de Sobral, que não constatou danos graves em nenhum órgão vital.

O ex-governador Ciro Gomes, irmão de Cid, disse em uma rede social que o senador licenciado "não corre risco de morte", foi atingido por "dois tiros de arma de fogo" e que os disparos "não atingiram órgãos vitais apesar de terem mirado seu peito esquerdo".

Inicialmente, a assessoria do senador licenciado Cid Gomes disse que ele havia sido atingido por uma bala de borracha. Depois, a assessoria informou que o tiro foi, na verdade, disparado por uma arma de fogo.

Cid Gomes organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da Polícia Militar. Nesta quarta-feira, policiais esvaziaram pneus de carros da polícia para impedir que o trabalho dos agentes de segurança atuem na ruas.

Cid Gomes clavicula Estável não há risco de morte Peito protesto Sobral tiro de pistola

Veja Também

Comentários