assembleia

Deputada pede olhar especial para profissionais da saúde e repercute auxílio financeiro e isolamento social

Jó pediu também a ampliação do acesso à população aos testes para detecção do Coronavírus

POR: Assessoria
Jó pediu também a ampliação do acesso à população aos testes para detecção do Coronavírus
Assessoria

Durante a sessão de sexta-feira (27), da Assembleia Legislativa, a deputada estadual Jó Pereira voltou a apelar para que Estado e municípios tenham um olhar especial para os profissionais de saúde, que estão na linha de frente do combate à pandemia do Coronavírus. A parlamentar frisou a necessidade de fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para a categoria, citando a existência de 1.200 denúncias da falta desses equipamentos em todo o Brasil.

Jó pediu também a ampliação do acesso à população aos testes para detecção do Coronavírus e que esses profissionais da saúde sejam priorizados na testagem, considerando que eles estão constantemente sujeitos a riscos.

Sobre o tema abordado pelo deputado Davi Maia, referente ao anúncio feito pelo governo estadual acerca da distribuição de cestas nutricionais em Alagoas, a deputada defendeu o pagamento de auxílio financeiro, uma vez que a Secretaria de Assistência já tem um planejamento para isso, por meio do Programa Criança Alagoana (Cria): “Poderia apenas mudando a finalidade, atender as pessoas com o auxílio financeiro, por meio do cartão Cria ou até mesmo do próprio Bolsa Família, utilizando o Cadunico, do governo federal, como base”.

Ela pontuou a importância desses recursos girarem na economia, nos negócios locais, para atender as necessidades das pessoas. “Às vezes as pessoas devem no mercadinho da esquina e esse dinheiro vai ajudar aquele mercadinho. Elas vão pagar, vão comprar novamente, ao passo que se receberem a cesta não vão ter essa possibilidade de comprar remédio, material de limpeza, entre outras coisas”, exemplificou.

A parlamentar apelou que, se o governo decidir pela entrega das cestas, que prestigie, na hora da compra, produtos produzidos no Estado, principalmente aqueles que vêm do campo, e o comércio local. Reforçou, ainda, a necessidade da reunião extraordinária do Conselho do Fecoep, também para decidir pontos como esses, “se a ajuda a esses alagoanos se dará por meio de cesta ou auxílio financeiro, quem vai ser atendido... Pedimos a reunião para que isso seja planejado, organizado e tenha eficiência na ponta, que aconteça de maneira a atender tanto a quem mais precisa quanto o comércio local”.

Em outro ponto do pronunciamento, Jó Pereira falou sobre as feiras livres nos municípios alagoanos: “Precisamos adequar as regras de funcionamento. Elas precisam continuar existindo, mas de forma organizada. As feiras são muitas vezes a única forma de abastecimento da população nas pequenas localidades, por isso é importante que os municípios se organizem, em espaços e tempo, para que as pessoas tenham acesso às condições dignas e necessárias de alimentação”.

Ponto de equilíbrio

Já em aparte ao pronunciamento do deputado Antônio Albuquerque, sobre a retomada das atividades econômicas em Alagoas, a deputada pontuou que entendia a preocupação do parlamentar com a economia, defendendo, no entanto, a necessidade de encontrar um ponto de equilíbrio para o retorno da atividade industrial e do comércio de forma conjunta, segura e regrada, de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ela chamou a atenção para uma atuação rápida e eficiente do Poder Público para preparar o Sistema Único de Saúde (SUS) com condições de atendimento e tratamento aos possíveis infectados durante a pandemia - por meio da instalação de novos leitos, disponibilização de EPIs, aquisição de equipamentos e realização de mais testes para identificação do Coronavírus - para que então possamos voltar ao convívio normal.

Frisando que o Poder Público precisa agir também com medidas de apoio ao setor produtivo (principalmente em relação às áreas mais afetadas pelo isolamento), que vão além da suspensão da cobrança de impostos, Jó adiantou que, na segunda-feira (30) irá apresentar oficialmente um requerimento para a criação urgente de um conselho que comece a pensar e a agir hoje para garantir o futuro de Alagoas. 

Acesso Coronavírus Jó Pereira população teste

Veja Também

Comentários