auxílio

Nem todos os trabalhadores informais em AL receberão o "coronavoucher"

Regras impostas pelo Governo Federal não chegarão a todos os autônomos

POR: Marcos Filipe Sousa, Agências de Notícias
Presidente Jair Bolsonaro
Reprodução

Cerca de 47,2% dos trabalhadores em Alagoas são classificados como informais segundo o ultimo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no início do ano. Esse mesmo número tentará receber nos próximos dias o auxílio que ficou conhecido como “coronavoucher”.

O pagamento do auxílio de R$ 600 será para à camada mais desassistida da população nesse período de pandemia da covid-19.

O problema é que os alagoanos que quiserem receber o dinheiro terão que passar pelas exigências do Governo Federal, como a limitação do pagamento do auxílio a isentos da declaração do Imposto de Renda em 2018 e a obrigação de que até dois membros de uma mesma família possam receber o benefício.

Nesta quarta-feira (01), o Senado deve votar o projeto que amplia o número de categorias que vão receber auxílio de R$ 600, entrando os catadores de lixo, taxistas, motoristas de aplicativos e artistas.

A taxa de informais no Estado vinha em queda desde 2016, mas voltou a subir no último ano.

Alagoas autônomos auxílio couronavoucher informais pagamento

Veja Também

Comentários