união dos Palmares

[Vídeo] “Me respeite, sou autoridade”, diz PM a jovem que cobrou uso de máscara

Fato foi registrado na cidade de União dos Palmares

POR: 7Segundos
Policial reformado agride cidadão em União dos Palmares
Cortesia

Um jovem foi agredido por um policial militar reformado após pedir para que ele usasse máscara de proteção nas ruas do Centro de União dos Palmares, município da zona da mata de Alagoas, nesta quinta-feira (07). Ao cobrar o uso do equipamento, o jovem foi ameaçado de prisão pelo militar. O 7Segundos teve acessso as imagens na manhã desta sexta-feira (08).

O policial identificado como Elcio Sarmento, que é pré-candidato a vereador pelo PTB no município, gravou um vídeo em seu celular, criticando as barreiras impostas pela prefeitura. Alterado, ele agrediu o jovem que estava de máscara, após este pedir que ele fizesse o mesmo.

“Me respeite, sou autoridade, sou polícia. Se você desrespeitar, lhe prendo agora, dou voz de prisão em você. Você tem que conhecer a lei. A máscara é opcional, usa quem quer. Ela está aqui, eu uso se eu quiser”, disse o militar ao jovem.

O Ministério Público de Alagoas (MP/AL) tomou conhecimento do fato e instaurou um procedimento preparatório para apurar a conduta do policial que foi às ruas sem máscaras – , o que já configura crime – e, por meio de um vídeo, gravou mensagens com palavras que contrariam as medidas adotadas pelos decretos governamentais de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

A 3ª Promotoria de Justiça do município já pediu instauração de inquérito à Polícia Civil. Além disso, o MP/AL e a delegacia da cidade aguardam que a vítima agredida por esse militar oficialize a denúncia para que o PM também possa ser responsabilizado por lesão corporal.

Segundo a promotora, o policial militar, ao sair de casa sem a devida proteção da máscara, cometeu um ilícito penal. “Descumprir decreto do governo estadual ou municipal é crime previsto no artigo 268 do Código Penal Brasileiro e prevê pena de detenção de um mês a um ano e, ainda, o pagamento de multa”, explicou Jheise Gama.

Corregedoria da PM

Por se tratar de um militar da reserva, a promotora de justiça Jheise Gama requereu ainda que a Corregedoria da Polícia Militar instaure uma sindicância interna para apurar a conduta do agressor, uma vez que ele, além de praticar atos de violência contra uma pessoa que apenas cobrou dele o uso da máscara, ainda cometeu abuso de autoridade ao se identificar como PM e dizer que poderia prender a vítima apenas por ter sido questionado por ela a respeito da sua falta de proteção.

Veja vídeos:

 

agressão Cidadão máscara policial União dos Palmares

Veja Também

Comentários