ATENÇÃO

Saiba como é e como evitar o golpe do falso motoboy no uso do cartão

A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) emitiu um comunicado oficial alertando dos casos.

POR: 7Segundos
Golpe do falso motoboy
Gizmodo/ UOL

Recentemente, um novo golpe tem sido aplicado na praça envolvendo o cartão de débito/crédito dos consumidores. Ele tem sido chamado de o golpe do falso motoboy. A vítima entrega seu cartão a uma terceira pessoa, que acaba fazendo gastos nele. A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) emitiu um comunicado oficial alertando dos casos.

O golpe do falso motoboy utiliza-se do que se chama de engenharia social. Em outras palavras, trata-se de um conjunto de técnicas e estratégias para convencer as pessoas e cederem suas informações pessoais. No caso desse novo golpe, a desculpa utilizada tem sido uma suposta clonagem do cartão.

Motoboy. Fonte:Blog Rápido

Leia ainda:

O ato se inicia quando uma pessoa se fazendo passar por um funcionário da instituição bancária. Ela informa que o cartão da pessoa foi clonado e que então é necessário bloquear o mesmo. Em seguida, o falso atendente então pede uma série de dados da vítima, inclusive a senha do cartão e fala para que ela corte o cartão ao meio.

Logo depois, o falso funcionário fala para a vítima que mandará um motoboy até o endereço para pegar o cartão e realizar outras análises para efetuar o cancelamento de compras irregulares.

Contudo, por incrível que pareça, mesmo com o cartão cortado ao meio, o chip em si não sofre nenhum dano. Dessa forma, munidos do chip e da senha, os golpistas fazem todas as compras que desejam efetuar.

Como evitar cair no novo golpe?

De acordo com a Febraban, em hipótese alguma uma instituição financeira envia os seus colaboradores para recolher os cartões dos seus respectivos clientes.

Ademais, a entidade salienta que quando necessita descartar um cartão, é fundamental que ela também corte o chip, impedindo desse modo o seu uso.

Conforme citado acima, os bancos não apenas não enviam seus funcionários para recolher o cartão, como também não pedem devolução.

Além disso, é válido lembrar que o banco jamais solicitará dados sensíveis como senha do cartão ou então o código de segurança do mesmo.

Cuidados com o cartão

Em um momento de pandemia como esse, um dos argumentos usados no golpe do falso motoboy é de que eles estariam mandando o tal funcionário para evitar que a pessoa saia e se contamine.

Leia ainda:

Entretanto, jamais se deve entregar o cartão para terceiras pessoas.

 

 

Alagoas Brasil Geral golpes motoboys notícias Polícia

Veja Também

Comentários