Política

Desde o início da pandemia, JHC destinou mais de R$ 16 milhões para AL

Ele solicitou a abertura do sistema para redirecionar emendas para ações de saúde

POR: Assessoria
O deputado federal JHC (PSB/AL)
Assessoria

Com uma iniciativa que permitiu o remanejamento de emendas parlamentares de todos os Deputados Federais e Senadores do Brasil, o Deputado JHC conseguiu tornar o legislativo um poder importante também na destinação de recursos para os estados. “Para além do Executivo, nós temos as emendas parlamentares. O que fiz, desde o início da pandemia, foi solicitar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a reabertura do sistema para que nós pudéssemos planejar novamente onde esses recursos seriam aplicados. E, claro, eu não tive dúvidas de que iria remanejar todos os recursos para ações em saúde no combate ao novo Coronavírus”, afirma o Deputado. 

Em maio, JHC já havia conseguido R$ 3,5 milhões que foram pagos diretamente na conta do Fundo Estadual de Saúde e outros R$ 11,5 milhões pagos diretamente no Fundo Municipal de Saúde de Maceió. “Esse recurso é fundamental quando bem aplicado. Quantos respiradores, EPIs, pagamento de pessoal, medicamentos e testes puderam ser pagos com esse valor? Tenho certeza que chegou a tempo para salvar a vida de muitas famílias alagoanas”, complementou JHC.

Nesta semana, o Deputado anunciou que conseguiu mais R$ 1.724.137,93 para a conta do Fundo Estadual de Saúde do Governo de Alagoas e que deve ser pago já na próxima sexta-feira. Em ofício encaminhado ao secretário de saúde, Alexandre Ayres, JHC sugeriu a aplicação desses valores nos seguintes locais: R$ 824.137,93 no Hospital Geral do Estado, R$ 600.000,00 na Maternidade Santa Mônica e R$ 300.000,00 no Hospital Dr. Hélvio Auto (HDT). 

Cada real importa

Para além de destinar recursos, JHC atua na linha de fiscalização desses valores: “Infelizmente a transparência em Alagoas é apenas um discurso. Se houvesse uma verdadeira transparência não precisaria ficar cobrando insistentemente, por exemplo, os detalhes da compra dos respiradores. Uma aquisição feita sem nenhuma transparência pelo Consórcio Nordeste que envolveu o pagamento antecipado de R$ 10.513.800,00 em 50 respiradores conforme a nota de empenho divulgada no próprio Portal da Transparência do Governo. Ora, se eles mesmos  se contradizem com o que está no Portal, com acreditar na transparência desse governo? Se o governo quer a união de todos nós nesse momento, precisamos falar a linguagem do povo, dar as respostas que as pessoas precisam e não a que a gestão quer comunicar”, conclui JHC.

Alagoas da pandemia desde destinou início JHC para R$ 16 milhões

Veja Também

Comentários