polícia

Associação defende investigação em caso de advogados presos em operação

Eles são suspeitos de tráfico de influência e associação criminosa

POR: 7Segundos
Baldomero Cavalcante
Assessoria

A Associação Nacional da Advocacia Criminal em Alagoas (Anacrim-AL) informou por meio de nota que acompanha os desdobramentos da operação da Polícia Civil que culminou na prisão de três advogados criminalistas em Alagoas, nesta quarta-feira (3).

“Sem discutir o mérito de possíveis crimes que tenham sido cometidos ou não pelos investigados, a Anacrim dará toda a assistência necessária para que os advogados alvos da ação tenham suas prerrogativas respeitadas”, traz um trecho.

Eles são suspeitos de tráfico de influência e associação criminosa. Segundo a Polícia Civil, o grupo atuava para obter prováveis decisões favoráveis a transferência de presos de um presídio para outro.

A associação defende que os envolvidos sejam investigados e julgados dentro do devido processo legal e lamenta que, no momento atual, medidas como prisão temporária e o cerceamento de defesa sejam tratadas como regra.

Confira a nota abaixo:

A Associação Nacional da Advocacia Criminal em Alagoas (Anacrim-AL) acompanha os desdobramentos da operação da Polícia Civil que culminou na prisão de três advogados criminalistas em Alagoas, nesta quarta-feira (3). Sem discutir o mérito de possíveis crimes que tenham sido cometidos ou não pelos investigados, a  Anacrim dará toda a assistência necessária para que os advogados alvos da ação tenham suas prerrogativas respeitadas.  A associação defende que os envolvidos sejam investigados e julgados dentro do devido processo legal, resguardando, assim,  o princípio da presunção da inocência, do contraditório e da ampla defesa. A Anacrim lamenta que, no momento atual, medidas como prisão temporária e o cerceamento de defesa sejam tratadas como regra.

advogados Anacrim Prisão

Veja Também

Comentários