Meio ambiente

Mais de 400 toneladas de lixo são recolhidas no Salgadinho e na Praia da Avenida

Segundo a prefeitura, resíduos aumentaram de forma significativa

Por 7Segundos, com assessoria 11/04/2021 18h06 - Atualizado em 11/04/2021 18h06
Mais de 400 toneladas de lixo são recolhidas no Salgadinho e na Praia da Avenida
Cerca de 400t foram recolhidas pelas equipes da Prefeitura - Foto: Ascom Sudes

Com as fortes chuvas que atingiram a capital neste sábado (10) e domingo, a quantidade de resíduos nas praias e detritos no Riacho Salgadinho aumentaram de forma significativa. Com isso, a Prefeitura de Maceió, através da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), intensificou o serviço de limpeza nesses locais.

O objetivo da ação é evitar alagamentos e transtornos à população. Nesse sentido, fazendo o uso de tratores, caçambas e uma pá carregadeira, mais de 15 homens trabalham para fazer a retirada dos resíduos na praia e o desassoreamento do Riacho Salgadinho. Cerca de 400 toneladas de materiais foram recolhidas.

De acordo com Liz Araújo, Diretora de Planejamento e Serviços Especiais, a população deve ajudar no controle desses materiais.

“Muito desses resíduos são provenientes de descartes irregulares feitos por empresas e pela população. Nós pedimos que o cidadão faça a reciclagem, utilize os equipamentos que a Prefeitura disponibiliza e se atente aos dias e horários da coleta domiciliar, pondo seu resíduo para o recolhimento apenas nesse itinerário. Do contrário, continuaremos enfrentando esse problema durante o período de chuvas”, completou a Diretora.

O descarte de resíduos em vias públicas, áreas verdes e córregos é uma irregularidade passível de multa, conforme prevê o Código Municipal de Limpeza Urbana. A legislação estabelece valores que vão de R$ 120,00 a R$ 30 mil de acordo com a gravidade do caso. As multas são válidas para cidadãos e empresas flagrados.

Para consultar os dias e horários que a coleta domiciliar passa em sua região, o cidadão pode entrar em contato com a Central de Monitoramento da Sudes através do 0800 082 2600 ou via WhatsApp no 98802-4834.